sábado, 29 de agosto de 2009

El Escorial - Espanha












2009.08.29 - San Lorenzo de El Escorial - Madrid - Espanha
San Lorenzo de el Escorial fica muito próximo à capital Madrid, é caracterizado por ser um lugar bem calmo e tranquilo, talvez este seja um dos motivos de existir o El Escorial alí, um belíssimo palácio no coraçao da cidade, com um Monastério momorável e local histórico, onde vários reis e nobres foram sepultados (túmulos podem ser visitados, eu acabei nao vendo eles) e tudo cria um clima muito legal. O palácio é muito bonito e tem salas cheias de obras incríveis, achei muito legal a biblioteca e as pinturas nos tetos das salas.

A 13 km de San Lorenzo está um dos lugares mais impressionates que eu achei até agora, o Valle de los Caídos, basicamente uma obra faraônica do General Franco que dedicou o local aos deiversos mortos na Guerra Civil espanhola, curioso que foi a guerra que acabou instituindo a fomosa ditadura na Espanha, liderada por anos pelo próprio General Franco (o local é bem polêmico por esta questao aqui na Espanha). Primeiro que tem uma Cruz de 150 m no alto do monte, que é um rochedo enorme, e escavado dentro do rochedo mais 250 m adentro, existem locais com um teto altíssimo, estátuas de anjos, guerreiros e santos gigantes até chegar no salao central onde está entre outras coisas o túmulo do próprio Franco. O lugar é impressionante e, infelizmente nao se pode bater fotos de dentro (sério, para quem conhece, para um daqules monumentos gigantes e saloes com estátuas de jogos de video game estilo "God of War", é tao parecido que pensei nisso na hora). Valeu demais a pena!
(Música sugerida: The Keeper of the Seven Keys - Helloween)

sábado, 22 de agosto de 2009

Muxia - Espanha












2009.08.22 - Muxia - Galícia - Espanha
Nossa verdadeira perigrinação foi de carro, saindo de Santiago de Compostela e subindo pela estrada litorânea (que corta ao meio muitas cidadezinhas) da costa da Galícia. Fizemos várias paradas para curtir o mar, tudo na base do GPS (que era bem meia-boca) e do GoogleMaps (que é o máximo!!), paramos na Praia do Lourido e exploramos bem Muxia, a melhor de todas as idéias foi a de aproveitar que estávamos em uma cidade bem no extremo oeste da Península Ibérica, onde poderíamos ver todo o Atlântico, para acompanhar por completo o pôr-do-sol (puesta del sol ... jaja).
Foi simplesmente mágico, um dos dias mais legais e bonitos que já passei, fomos ao extremo de Muxia e nos sentamos (eu (BRA), Jorge (PER), Luciane (BRA) e Paola (PER)) em uns rochedos em frente ao Sanctuário de Nuestra Señora de la Barca , comemos a Tarta de Santiago que compramos em Compostela e vimos o sol mergulhar no Atlântico "até o fim", como gosto de dizer. Inesquecível!
(Música sugerida: O som das ondas batendo nas rochas)

domingo, 16 de agosto de 2009

Burgos - Espanha












2009.08.16 - Burgos - Castilla y León - Espanha

Catedral de Burgos

Burgos é uma cidade diferente, tem todo uma passado histórico e arquitetura datados da época medieval, a cidade foi fundada em 884 D.C., e ao mesmo tempo tem áreas renovadas e super arborizadas próximas ao rio Arlanzón que corta a cidade. A Catedral de Burgos é impressionante, a terceira maior catedral da Espanha, enorme e cheia de detalhes em suas fachadas e também no seu interior, além das chamativas "agulhas" em seu teto. 


Longos corredores no interior da Catedral

The Crossing, sobre o túmulo de El Cid

Na catedral está enterrado o herói da cidade e um dos heróis da Espanha, o famoso El Cid, não resisti e tive que comprar um mini El Cid como lembrança, o cara é considerado um mito, um campeão, que chegou a trocar de lado algumas vezes entre Mouros e espanhóis mas que reconquistou várias terras e venceu batalhas importantes.

Arco de Santa María

O nome do nosso hotel, que por sinal estava "colado de verdade" na catedral era Mesón del Cid, hahaha, além de algo no mínimo inusitado, o fato da parede do quarto ser a mesma parede lateral da igreja que ficava ao lado do hotel. Quando chegamos ao hotel encontramos um casal recém casado batendo fotos na entrada principal, eles estavam também acomodados ali e fiquei pensando: Será que ficarão sem graça de consumar seu matrimônio atrás da parede de uma igreja... Sei lá, fiquei penando nisso... Doido demais!

Hotel Mesón del Cid, dividindo paredes com a igreja

Dicas de Viagem:

1. Caso tenha como encaixar no cronograma de viagem, prefira ir até Burgos (e a qualquer cidade da região de Castilla y León) de carro. As estradas são excelentes, amplas e bem sinalizadas, além de se poder ter a oportunidade de fazer várias paradas pelo caminho e conhecer muitos lugares e cidade diferentes.

2. O vinho espanhol está entre os melhores do mundo, usufrua à vontade um bom vinho a preços honestos na região (Ribera del Duero). Não perca esta oportunidade!!

(Música sugerida: Dead Man's Party - Oingo Boingo)

Rodrigo Díaz de Vivar, o "El Cid"

sábado, 15 de agosto de 2009

Aranda de Duero - Espanha












2009.08.15 - Aranda de Duero - Castilla y León - Espanha


Agradáveis surpresas da vida! Em plena estrada indo de Madri para Burgos, estávamos eu, Cristiano e Jorge no carro e começamos a pesquisar se em alguma cidade por perto havia um lugar bacana para visitar. Encontramos no guia de viagens a cidade de Peñaranda del Duero, onde havia um castelo muito bonito e digno de visita. Bom, como era caminho resolvemos parar, erramos de cidade e estacionamos o carro em Aranda de Duero, uma cidade ao lado de onde queríamos realmente ir...

Centrinho abarrotado de gente curtindo o clima de festa em Aranda de Duero






Demoramos para descobrir o erro de cidade, começamos a andar buscando o tal castelo e resolvemos parar no centro para perguntar em algum ponto de informação turística, aí encontramos uma cidade lotada de gente, com muita música e festa, por coincidência era o final de semana de uma das festas mais tradicionais da região, chamada Sonorama. Foi demais, muita música e pontos específicos onde havia shows de bandas alternativas, por toda a noite (rock, pop, eletrônico), e uma galera lotando os lugares. Curtimos o som até bem tarde, valeu muito a pena! "Foi sem querer querendo".

Sonorama, um ótimo festival de música!






Muito bom aproveitar um pouco da cidade, não ficamos muito em Aranda, uma das muitas cidades que cercam o rio Duero e que além de belos edifícios e igrejas tem, como várias das localidades da região, uma importante herança vinícola na Espanha. A principal igreja da cidade estava sendo reformada, a "Santa María la Real", mas ficam as lembranças da bagunça, curtição e alto astral que encontramos nas ruas e cantinhos da cidade... Rumo a Burgos!!!

Santa María la Real


Música sugerida: Master of Puppets (Metallica)

sexta-feira, 14 de agosto de 2009

Avila - Espanha












2009.08.14 - Ávila - Castilla y León - Espanha

Ávila é um lugar bem diferente, uma cidade completamente cercada por uma muralha do século XII e que é a mais bem conservada da Europa, inteirinha. Muito interessante ver lugares como a Catedral de Ávila, que compartilha parte de suas paredes com a própria muralha.

Chegada à cidade de Ávila
  
Caminho ao longo da muralha de Ávila

A muralha do século XII

A Catedral tem no seu interior um estilo Gótico e Romanesco, em uma mistura bem bonita e com detalhes em pedras vermelhas e brancas. A melhor vista da cidade dizem que é de um local um pouco mais afastado, onde se pode visualizar toda a muralha, eu já achei que a vista mais legal é desde um dos 3 pontos onde se pode subir na própria muralha (o mais extenso por sinal), e a partir de onde se pode ver toda a cidade por dentro e a muralha completa cercando a vila, além das partes que estão afora.

Catedral de Ávila

Vale destacar também a Basílica de San Vicente ao estilo Romanesco (com pitadas de gótico também), que fica do lado de fora da muralha e tem umas das portas comparadas à entrada "Pórtico da Gloria" de Santiago de Compostela (eu já achei a de Santiago inigualável).

Basílica de San Vicente

Caminhar pela muralha dá uma sensação nítida de estar experimentando a vida medieval que existia ali, mas interessante ainda é ver as pequenas casas e vilarejos que estão confinados pela muralha, para mim, a qualquer momento, as pessoas iriam sacar uma espada e sair cavalgando rumo à batalha mais próxima... hahahaha... demais Ávila!

Dica de viagem:

1. Para chegar em Ávila a melhor opção é a partir de Madri de trem, tem a parada diretamente na cidade, estresse zero! É possível fazer um bate-volta tranquilamente, principalmente nos longos dias de Verão. Eu, por exemplo, fui às 15h e fiquei até as 21h, chegando ainda de dia em Madri para sair de tapas e cañas!
2. Os lugares para comer dentro dos limites da muralha são mais caros, em geral, mas... falando sério... sentar para relaxar e comer cercado por muralhas do século XII acho que não é todo dia, certo?? Não economize!!!
3. Ávila tem como referência a história de Sta. Teresa de Jesus, que chegou inclusive a morar ali por muitos anos, existem diversas referências pela cidade e a trajetória dela realmente é muito interessante, enfrentando os mouros e encarando a própria ordem existente em plena Inquisição.

(Música sugerida: Eye of the Tiger - Survivor)


Puerta de San Vicente


















sábado, 8 de agosto de 2009

Valencia - Espanha












2009.08.08 - Valencia - Valencia y Murcia - Espanha



Ahh Valencia... que linda cidade, tem uma boa dose de cenário urbano e praias, com um centro histórico bem bonito, destacando a Catedral, Basílica da Virgem dos Desamparados e a Estación del Norte (estação de trens), super bonita. Estávamos em um grupo super animado de 7 pessoas (4 Brasileiros, 2 peruanos e 1 uruguaia) e foi bem divertido.


Baslica de la Virgen de los Desamparados


Ciutat de les Arts i de les Ciènces
Curtimos uma boa praia pela tarde, Playa del Saler, com a areia até que bem lotada, apesar de não chegar nem perto das praias brazucas, sinceramente. Comemos no mercado central que é super diferente, com uma estrutura toda em ferro e recheado de petiscos bens "peculiares" para comer, como por exemplo enguias vivas (fiquei no pêssego mesmo, e estava ótimo).

Largas calçadas na Playa del Saler


Mercado Central


Destaco a Ciutat de les Arts i de les Ciènces (foto), no meu bom dialeto valenciano. Comemos em uma cidade próxima, El Saler, a melhor Paella da minha vida, tinha de tudo lá dentro, a lista é tão enorme que não recordo de tudo, mas ia desde camarões até caramujos, aí sim deu para encarar.

Dicas de viagem:

1. Partir do centro da cidade é o melhor modo de visitar Valencia, as principais atrações são próximas e se pode fazer tudo tranquilamente em um dia inteiro. Com uma caminhada curta se pode ver a Catedral, a Basílica, La Lonja (com suas colunas espirais bem diferentes) e ainda parar para comer no Mercado Central (chegue cedo e comece o passeio por ele, de preferência).

2. O Oceanográfico na Ciutat é muito lindo, com aquários enormes e túneis com teto de vidro para se imaginar dentro da água. Fácil, fácil o dia passa rápido visitando ele todo, mas vale a pena demais.

Música Sugerida: Relax... Take it Easy (Mika)

A autêntica Paella Valenciana


sábado, 1 de agosto de 2009

Salamanca - Espanha













2009.08.01 - Salamanca - Castilla y León - Espanha

Salamanca é uma cidade bem especial, tem uma das universidades mais antigas da Europa e muitas histórias (ou causos) para contar. Foi povoada por Celtas, Romanos, Muçulmanos e Espanhóis, então dispensa comentários sobre a riqueza da arquitetura de lá. Um dos mais famosos "causos" é o da Rã de Salamanca, que é um dos conhecidos anfíbios que estão em cima de um dos crânios esculpidos na entrada da Universidade de Salamanca.

Catedral Vieja y Catedral Nueva



















Muito legal, eu demorei para ver, é bem simples, mas dizem que quem não consegue se dá mal nos estudos... Bom, eu já me formei mas fui lá para garantir para os próximos. Além disso, tem 2 enormes catedrais juntas em uma só, a velha e a nova (foto), são belíssimas e valem muito a visita, especialmente para subir ao terraço e curtir a vista inteira de Salamanca.

Universidad de Salamanca

Caminhar pela cidade é muito agradável, vale muito o passeio e a Plaza Mayor (séc. XVIII) é um espetáculo à parte, muito ampla e bonita, é a maior e mais larga de toda a Espanha.

Plaza Mayor



















Dicas de Viagem: 

1. Recomendam (apesar de eu não ter tido a oportunidade) ficar pela noite pois com tudo iluminado fica bem mais bonito, além de ser uma cidade universitária e, traduzindo, um prato cheio para os solteiros de plantão.

2. O melhor jeito de se chegar em Salamanca (partindo de Madri) é de trem com origem na estação Chamartin, o ponto final será na estação em Salamanca (tem 2 paradas, vale descer na segunda). A partir dali se pode seguir caminhando até a Plaza Mayor e começar o passeio... enjoy!!!

Música sugerida: Until Kingdom Come (Kamelot)