terça-feira, 16 de novembro de 2010

Nova York - Estados Unidos











2010.11.10 - Nova York - Estados Unidos
New York! New York! Que cidade espetacular, incrível a quantidade de coisas para fazer em Nova York, quem gosta de São Paulo fica absolutamente apaixonado por lá, a cidade é enorme, viva, cheia de gente, atrações por todas as partes, diversidade de opções, lojas, eventos, um sistema de transportes muito bom e, claro, todo o Glamour de Nova York.

Fica realmente difícil listar todas as coisas que se pode fazer, vimos muitas coisas e ao mesmo tempo quase nada de lá. Obviamente existem os passeios clássicos, que de forma alguma podem ser deixados para trás, conhecer a Time Square e sua infinidade de cores, luzes, sons e gente, muita gente... ali já existem excelentes lugares para conhecer, comer e claro, comprar (mas isso é assunto para depois).




Times Square
A Broadway esbanjando todo o sua infinidade de lojas, eventos e musicais é um charme a parte, além de ser enorme e muito agradável para caminhar, infelizmente não foi possível ver nenhum deles, alguns com poucos ingressos e acabou que não deu tempo mesmo, fica para uma próxima. A quinta avenida é um verdadeiro desfile de moda, para as pessoas que estão ali e para as várias vitrines com o melhor das marcas e grifes que existem, juntando tudo o que tem ali e a Macy's (uma lojas de departamentos enorme da cidade).

Topo do Empire State Building
Você com certeza vai achar muitas coisas que precisa, e outras várias que não tinha a menor idéia de que gostaria de ter, hahaha, sem dúvida vai gastar o que tem, o que não tem e ainda comprometer boa parte do que terá. Pode acreditar!!!  Bom, voltando aos passeios, o imperdível Empire State Building, o prédio mais alto de Nova York de onde se pode admirar toda a cidade do alto de seu topo, alucinante, alucinante mesmo, de lá se pode enxergar tudo e ter uma boa idéia de como estão dispostos os lugares na ilha de Manhattan, além disso dá uma ótima vista do belo rio Hudson e as diversas pontes que unem a ilha aos demais distritos da cidade.


Outro edifício histórico e imperdível é o Rockfeller Center (The Rock), um arranha céu muito bonito com uma clássica pista de patinação no gelo ao seus pés. Momento para uma visita histórica, descer ao sul da ilha para conhecer Wall Street, o maior centro de negócios do mundo, e indo mais ao sul, pegar um ferry para a Liberty Island e conferir a bela Estátua da Liberdade, grande presente dos franceses para o norte americanos em homenagem aos seus 100 anos de independência.



Imperdível a vista da cidade a partir da Liberty Island, muito legal (pegamos dias muito bonitos e isso ajudou bastante). Se você está em Nova York, tem que curtir o que a cidade tem para oferecer, conferimos os jogos dos times da cidade no Madison Square Garden, primeiro fomos ver o Nova York Knicks perder do Golden State Warrior em um jogo bem apertado; dia seguinte vi o meu primeiro jogo de Hockey sobre o gelo, muito louco, e torcemos até o fim para o Rangers que acabou vencendo na prorrogação, foi demais!


Madison Square Garden
No corre corre entre visitas e compras, compras e visitas ainda fomos conhecer o Central Park em um dia lindo de Outono, o parque é enormes e cheio de lagos, visita obrigatória e boa dica para dar uma relaxada da correria da cidade, mesmo se esta só de passeio.


Museu de História Natural




Do lado do Central Park está o Museu de História Natural, uma verdadeira viagem no tempo e, para quem curte sabe3r o porque de quase tudo (que nem eu...) vale muito a pena, achei ele tão icnrível quanto o de Vienna, que já está entre os mais legais que considero.


Para fechar a viagem com chave de ouro, uma clássica city tour de limosine passando pela ponte do Brooklyn e tendo um tempo para  observar a privilegiada vista do mar de edificios iluminando a noite. Sem comentários, Nova York é apaixonante. Voltarei com certeza (e com mais malas de compras, rs).







Nova Iorque - vista da Ponte do Brooklin


Música Sugerida 1: New York, New York (Frank Sinatra)
Música Sugerida 2: Youth Gone Wild (Skid Row)

sábado, 6 de novembro de 2010

Las Vegas - Estados Unidos










2010.11.06 - Las Vegas - Estados Unidos
Las Vegas é o lugar mais divertido do mundo! Tem de tudo para fazer, para todos os gostos, a qualquer hora, com várias opções e com toda a galera na mesma vibração, impressionante. Quando se pensa em Las Vegas uma das primeiras coisas que passam na cabeça são os Cassinos, a jogatina, jogos de azar (ou sorte), e é isso mesmo e muito mais, são milhares de máquinas caça níqueis, mesas de poker, blackjack, roleta, dados, rodas da fortuna, em dezenas de hotéis espalhados pelas poucas ruas e avenidas, e milhares de turistas mergulhando na jogatina várias e várias e várias horas, 24 horas por dia funcionando. Gira muita grana!!!



Bellagio Hotel
Ali joguei, vibrei, ganhei e perdi, mas, como diria o rei: "o importante é que emoções eu vivi"...rs. Mas Vegas não é somente Cassinos, longe disso, é um mar de hotéis extremamente luxuosos por todos os lados, cada um deles com suas características e atrações próprias, boa parte deles temáticos (Egito, Veneza, Roma antiga, Nova York, etc...). Os hotéis são enormes, parecem não ter fim seu espaço interior, geralmente com muitas lojas, espaços para shows e espetáculos, piscinas enormes, áreas de conveniência, restaurantes, enfim, é possível passar todo o tempo dentro do hotel e se divertir bastante, impressionante.
  

Deste mundo de coisas legais aproveitamos quase tudo, digo quase porque é impossível fazer tudo em Vegas, tem coisas demais e opções demais para fazer e não cabe nos seus dias, e provavelmente no bolso. Fomos a uma clássica luta de boxe, decisão do título mundial do peso médio-ligeiro entre Juan Manuel Lopes (Porto Rico) e Rafael Marques (Mexico), a pancada rolou solta no ringue, muito maluca a experiência mas, dizem que boxe é esporte, fazer o que... No final o porto riquenho fez o que quis com o mexicano e manteve o título, conferimos tudo de pertinho pois tivemos a "sorte" (valeu Beavis!!) de termos nossos ingressos originais (50 dólares) trocados na hora por outros mais próximos do ringue (400 dólares), show!!


Vimos um espetáculo do Cirque du Soleil chamado "Eau", dentro do nosso hotel, incrível demais, nunca tinha visto o cirque e fiquei alucinado coma quaqlidade e perfeição da performance, cores, músicas, danças, malabarismos, tudo de primeira linha, imperdível. Fomos também a um espetáculo de dança no Planet Hollywood muito legal, Vegas é show business total!!




Alucinante!! Na visita ao Stratosphere, o prédio mais alto de Las Vegas, fomos aos brinquedos que existem no topo do prédio, 260 metros de altura e nos brinquedos você ficava pendurado com as pernas balançando, de arrepiar. Mas, não satisfeito com isso, resolvi pular do prédio de Skyjump, um tipo de bungee jump, perso apenas por uma corda nas costas. Foi animal!!! E deu tudo certo, afinal estou escrevendo tudo aqui...



Aproveitamos muito o nosso hotel, o Bellagio, com suas clássicas águas dançantes na entrada, ótimos piscinas e muitas atrações, nosso quarto por "sorte" (Valeu Beavis!!) tinha uma vista privilegiada dos hotéis e atrações em frente ao Bellagio, foi demais. Tempo para as compras nas dezenas de "lojinhas", suficiente para explodir a mala e comprometer o cartão de crédito, afinal, Vegas é sim o lugar mais divertido do mundo, mas leve bastante grana se quiser aproveitar de verdade!!! Super recomendado!!


quinta-feira, 4 de novembro de 2010

Los Angeles - Estados Unidos











2010.11.04 - Los Angeles - Estados Unidos
Los Angeles é uma cidade frenética, parace que tudo está acontecendo ao mesmo tempo e de um modo alucinante. Como toda cidade grande oferece praticamente de tudo para se fazer, pautada sempre pela imagem e glamour de uma cidade que abraça as estrelas de Hollywood. Imagem em Los Angeles conta muito. Algo impressionante de se notar é a enorme quantidade de latinos na cidade, são bairros inteiros dedicados a eles inclusive com os nomes de estabelecimentos comerciais, produtos e ruas todos em espanhol.


De fato uma boa parte dos habitantes praticamente se comunica em espanhol, o que chama bastante a atenção. O glamour de Los Angeles é de assustar, com as famosas casas de Beverly Hills, uma maior que a outra, carros de luxo e gramas cortadas à perfeição, circulamos pelas ruas espionando e testemunhando o mar de dinheiro que rola ali, não topamos com nenhum famoso (mais do que nós). As duas avenidas mais famosas de Los Angeles são imperdíveis, está tudo lá, pode imaginar qualquer coisa, está lá.


Na Sunset Boulevard e na Hollywood Boulevard estão diversos bares, restaurantes, casas de shows e espetáculos e ali desfila toda a moda e estilo (muitas vezes um pouco decadente) da cidade, imaginei que seria mais agradável caminhar por estas ruas, mas de qualquer forma é interessante passar pela calçada da fama e ver as gravuras dos nomes de vários ícones do cinema e música. Aproveitamos para conferir um jogo de basquete profissional norte americano, fomos ao Stample Center assitir o Lakers, primeiramente uma aula completa de show business, os americanos são muito bons nisso mesmo, é de ficar abismado ao ver uma infinidade de sons, luzes, imagens e merchandising durante uma "simples" partida de basquete.

O Lakers venceu e todos saíram felizes, poderia ser melhor se o time adversário não fizesse 100 pontos pois aí ganharíamos 2 tacos de graça, muito divertido! Tão ou mais legal que a cidade são os lugares da "grande" Los Angeles, deste conhecemos as praias de Long Beach, que estava vazia e que justifica o nome por ter bastante espaço de areia para os banhistas; Venice Beach, uma praia no verdadeiro estilo americano com muito sol e diversas atividades físicas ao redor (ali está a Muscle Beach, local onde treinava Arnold Schwartzeneger quando ainda competia em fisioculturismo). 

Praia de Santa Monica, onde se gravava o clássico seriado SOS Malibu, das tardes dos dias da semana. Muito legal a cidade e tudo que ela oferece, mas vale comentar que aqui para fazer as coisas tem mesmo que por a mão no bolso...

segunda-feira, 1 de novembro de 2010

Pacific Coast Highway - California - Estados Unidos










2011.11.01 - Pacific Coast Highway - California - EUA
A já aclamada viagem de carro de San Francisco até Los Angeles realmente justifica sua fama a cada cidade em que se passa durante o trajeto, lindas praias, locais belíssimos, excelente comida, pessoas bastante hospitaleiras e ótimos hotéis. De fato, oferece toda a beleza e infraestrutura que se deseja em uma viagem, o que a torna mais atraente ainda. Pequenas praias com enormes paredes de rochedos ou areia podem ser facilmente encontradas. As cidades disputam charme e beleza, entre elas conhecemos Monterrey e Carmel.


Entre elas existe a 17-mile road, uma estrada pequena mais com paisagens incríveis, uma mais bela que a outra, e um clima muito tranquilo em cada parada deste litoral.
As praias possuem muitas diferenças entre sí, geralmente não ideias para o banho, mas com misturas de praias com uma larga porção de areia e outras comapenas rochedos para as ondas quebrarem, todas muito belas. Carmel é, além de uma cidade litorâna, um charme em relação às lojas, restaurantes e hotéis que possui, chega a lembrar umpouco de Campos do Jordão em SP.



Muito acochegante e um prato cheio para relaxar e curtir lgumas compras. Passamos a noite em Carmel, ali existem vários hotéis e pousadas, a maioria parece ser bem aconhcegante. Vale a pena para quem quiser curtir a cidade e ficar perto dos locais turísticos no Pacif Grove. Nos arredores da 17-mile road existem vários pontos lindos para ver o mar e a costa rochosa, de vida "não selvagem" o que existe é uma série de casas enormes e campos de golf para os privilegiados curtirem. Continuando a viagem pela costa, segumes pela Rodovia 1 sentido Los Angeles e aí, de verdade, a estrada apresenta tudo que tem de diferente de outras que já vi, o passeio é muito bonito, com estradas pequenas de mão dupla na beira do mar e dos penhascos altíssimos com vista para o imponente Pacífico.


Seguramente o trecho mais bonito é o chamado Big Sur, um trecho de 16km de vales e montanhas onde a estrada vai cortando a paisagem em subidas e descidas que não parecem terminar, é de tirar o fôlego mesmo, fizemos várias paradas no caminho para registrar os lugares e admirar mais um pouco.

A sensação de proximidade do mar é enorme, pois os montes onde está a estrada são muito altos e dão uma visão muito ampla do mar, que devido às características neblinas, parece às vezes se misturar com o céu. Muito legal!




Desde o Big Sur até nosso próximo destino, Santa Barbara, a paisagem continuava bonita, tivemos dias de sol abençoados diga-se de passagem, e as paradas na estrada são quase obrigatórias. Em uma delas pudemos ver uma verdadeira legião de elefantes-do-mar, tomando banho de sol nas areias da praia, são enormes e vem do Alasca para se reproduzirem, paquerarem e aproveitar o clima, como os brasileiros indo à praia no Carnaval...rs. Pegamos o por-do-sol na estrada e chegamos em Santa Barbara pela noite.





A cidade de Santa Barbara é belíssima e muito animada, muitas lojas, restarantes e bares, super organizada e bem construída e, bem importante, com uma praia acessível e próxima (não vale comparar com as praias brasileiras, pois senão ficam sempre para trás).


Valeu por sair pelas ruas para conhecer e curtir a praia pela manhã, pé na areia sempre é bem-vindo. "I never forget a face!!" esta é a frase dita por um dos policiais que abordaram nosso carro em Santa Barbara, eles encanaram com um de nós que estava sem cinto no banco de trás e aproveitaram para pegar um pouco no nosso pé, de leve, enfim, fica como experiência para o currículo de viagens. Espetacular toda esta viagem pela costa, realmente valeu a pena cada minuto e o cliema e paisagens são únicos!!

(Música Sugerida 1: All of My Love - Led Zeppelin)
(Música Sugerida 2: Cross Eyed Mary - JethroTull)
(Comida Sugerida 1: Pizza + Vinho Tinto Californiano)

domingo, 31 de outubro de 2010

San Francisco - Estados Unidos










2010.10.31 - San Fracisco - Estados Unidos
A viagem de São Paulo a San Francisco é enorme, com escala em Atlanta demoramos cerca de 15 horas para finalmente descer na California, já está na hora das companhias aéreas fazerem o voo direto. Entretanto isso não atrapahou o pique de sair pela cidade e conhecer tudo o que foi possível logo no primeiro dia. O hotel onde ficamos localiza-se no bairro Finantial District, mas fica colado com o bairro Chinatown, este cheio de influencias e lojinhas chinesas, fruto da colonia de chineses que veio para a cidade na corrida pelo ouro da primeira metade do século XX. Super agitado o bairro, passamos rapidamente por ali e cruzamos as clássicas ruas super íngrimes de San Francisco para chegar ao bairro Fishermans Wharf, que localiza alguns portos na Baía de San Francisco. O bairro é muito bonito e cheio de gente, a tradição da pesca é muito forte por ali e, além de tudo, é época de festa de Halloween nos Estados Unidos fazendo com que todos estejam nas ruas e fantasiados. Muito legal.


As comidas por ali também são excelentes e muito baseadas, logicamente, em frutos do mar. Comemos em um restaurante ótimo com vista para a ponte histórica Golden Gate. Nos empolgamos de vez e alugamos bicicletas para conhecer este pedaço da cidade, pedalamos até a ponte e cruzamos ela até as cidades situadas do outro lado. Uma delas chama-se Sausalito, onde ficamos um pouco mais e voltamos para San Francisco junto com as bikes de barco. Foi suficiente para o primeiro dia e com o desgaste da viagem as energias se esgotaram, tempo para comer e dormir.


A cidade é muito bonita e porganizada, com uma mistura grande de raças, principalmente americanos, chineses e espânicos em geral, hoje a cidade estava parada à tarde pois o time de beisebol local estava disputando um jogo final importante, que fazia tempo que não chegava perto, no final venceu e agitou ainda mais o clima de San Francisco. Vamos aproveitar!


... Go Giants!!! Depois de 50 anos de espera o time de beisebol de San Francisco chegou finalmente ao título, as pessoas
ficaram alucinadas por todas as partes e a comemoração foi muita!!Assistimos os últimos momentos da final no Civic Center, e na jogada final foi uma explosão só, parece com nossa comemoração nos jogos decisivos da Copa do Mundo.


Um passeio que vale muito a pena fazer é andar pelas íngrimes ruas de SF nos bondinhos a tração, é um passeio super tradicional e que é bem legal, as ruas impressionam muito, principalmente nos areedores de Nob Hill, onde estão os pontos mais altos da cidade. Naquela região está a Lombard Street, a rua mais sinuosa do mundo, bem diferente e a vista é linda. Infelizmente não conseguimos fazer o passeio para a ilha de Alcatraz, estava cheio e, desta forma, fica a dica para quem vem para SF para comprar este passeio com antecedência. São Francisco é uma cidade muito agradável, com boas pessoas e um nível de qualidade de vida excelente. Boa para morar!

(Música Sugerida 1: Everything About You - Ugly Kid Joe)
(Música Sugerida 2: Irish popular music)
(Música Sugerida 3: One - Metallica)
(Comida preferida: All of the sea - camarão, caranguejo, lagosta, etc)




sexta-feira, 22 de janeiro de 2010

Madri - Espanha













2007.12.27 e 2009/2010 - Madri - Espanha
"Vibrante e Intensa!" Estas são as palavras que vem imediatamente na minha cabeça quando penso em Madri, como parte da homenagem que devo a esta incrível cidade que me acolheu por muitos meses, escreverei este post em español para que o pessoal de lá possa ler.

No hay nada parecido con el espíritu madrileño, una gente muy movida y con una pasión increíble por la vida y que les encanta disfrutar los momentos con sus famílias y amigos. La ciudad es fenomenal, tiene de todo y si puede visitar gran parte de los sitios caminando ya que alrededor del centro están ubicados los principales (o más conocidos) lugares.

De hecho, empezar el paseo por la Plaza del Sol, el marco zero de la ciudad, tiene todo que ver, alí tenemos acceso a la Plaza Mayor, una belleza y dónde merece la pena ir de cañas el final del día. Si sigues por la hermosa Calle del Arenal vas a llegar directamente al Palacio Real, un enorme y muy bonito sitio lleno de maravillosas obras de arte. Además, al lado del Palacio hay dos bellos jardines y la gris y blanca Catedral de la Almudena, en serio que cuando necesitaba de algunos momentos solo para pensar y reflexionar sobre las cosas allí tenía un buen sitio.

video


Bien al centro si puede empezar el camino por Gran Vía desde Plaza de España y seguir hasta la Plaza de Cibeles, una bella fuente de la diosa romana Cybele en su carruaje guiando por leones. A partir de Cibeles si puede elegir por muchos caminos, pues es el encontro del Paseo del Prado con la Calle Alcalá y el Paseo de la Castellana, todos ellos llenos de atracciones increíbles. El primero presentanos el fenomenal Museo del Prado, con una colección de artes muy completa, con obras italianas, francesas, alemanas, holandesas, españolas (claro) hay de todo y garantizo que uno solo día no es suficiente para aprovecharlo todo. También en el Paseo del Prado hay el Museo Thyssen-Bornemisza, con obras neoclásicas. El tercero Museo que merece mucho la pena comentar está ubicado al lado de la hermosa estación de trenes de Atocha, es el Centro de Arte Reina Sofía, con la impresionante obra Guernica de Picaso.

Caminar por esta región es muy agradable, llena de árboles y muy movida. Más allá de Cibeles hay un marco de Carlos III, la Puerta de Alcalá, ubicada al lado del Parque de Retiro, ahhh... cómo me echa de menos caminar por el Retiro, con sus fuentes, pájaros y el palácio de cristalos... muy recomendable! Pero lo que me echa aún más de menos es la pasión por la vida española, de caminar por las calles, salir de copas cómo si no hubiera hora para terminar y tampoco cosas muy especiales para comemorar, de luchar y pelear por todo, del valor que tienen por la família... todo muy muy intenso... Aprovechar la noche madrileña es increíble, los cafés (el tradicional Café Gijón es muy bueno), restaurantes y bares (de todos los tipos, pero los de La Latina son la leche), discos, teatros, musicales y conciertos, de hecho es una ciudad que no duerme jamás.

Asimismo, hay un conjunto de tradiciones que muestra todo la fuerza cultural de España, una de las más conocidas en todo el globo es la Corrida de Toros, un espetáculo muy fuerte y que trae mucha discusión y diversidad de opiniones, he gustado mucho a pesar del sufrimiento de los toros. Otra es la pasión por el fútbol, en especial por el Real Madrid, uno de los clubs más importantes del mundo y que posee una identidad muy fuerte con la ciudad. Mis amigos me han regalado la camisa del Madrid (Kaká por supuesto) y me quedé muy orgulloso y contento con eso.

Hablando en plata, les comento que parte de mi corazón se ha quedado en Madrid, una ciudad fenomenal y con maravillosos amigos que me han cuidado mucho, por supuesto es mi segunda casa para siempre. Además... Enhorabuena campenos de mundo de fútbol!!! Viva la roja!

(Música recomendada 1: Pa' Madrid - El Barrio)
(Música recomendada 2: Himno del Real Madrid)
(Música recomendada 3: Love Generation - Bob Sinclar)
(Bebida recomendada: El maravilloso vino español - todos elllos / mojitos / cañas)
(Comida recomendada: Tapas y más tapas / Jamón y Queso / Aceitunas con Anchovas / Patatas Bravas)