sexta-feira, 4 de dezembro de 2009

Istambul - Turquia












2009.12.04 - Istambul - Turquia
A viagem a Istambul começou de um modo um pouco caótico, chegada ao aeroporto, problemas na entrada no país (estávamos com uma amiga mexicana que necesitava de um visto de entrada e nao o tinha, assim que tomamos um chá de cadeira de 4 horas banhado de policiais pouco amistosos e um cheirinho de corrupçao no ar... nem vale a pena comentar), enfim, entramos em Istambul. A partir daí foi uma viagem fascinante, Istambul é uma cidade muito especial, com parte na Europa e outra parte na Asia, separadas pelo estreito de Bósforo. Foi a capital de 2 impérios, passou pelas maos de romanos, bizantinos, otomanos e, assim, mudou de nome algumas vezes. Primeiramente Bizâncio, depois a lendária Constantinopla até assumir o nome atual.
Toda esta mescla de povos, dominaçao e influencias transformaram a cidade em um centro histórico e cultural riquíssimo, com várias características muitos diferentes, o que a torna impressionante demais. Bom, uma vez ali visitamos tudo o que foi possível, com destaque para as mesquitas (vale lembrar que a Turquia é um país Islâmico), Haghia Sofia (sec.V) e Mesquita azul (sec. XII) sao lindas, cheias de detalhes perfeitos, mosaicos, azulejos trabalhados, minaretes clássicos (de onde vem o chamado audiofônico chamando os fiéis para rezar) de tirar o fôlego. Da parte religiosa também visitamos Salvador de Chora (mosaicos antigos e incríveis).
Vale lembrar que os muçulmanos rezam 5 vezes ao dia, disciplinadamente, virados à meca (nas mesquitas o Mirab indica a direçao), e repetindo cânticos e passagens do Alcoorao, é um autêntico choque cultural para os ocidentais e cristaos. A cidade tem partes muito distintas, uma mais antiga, onde estao as pricipais mesquitas, e outra mais moderna, com centros comerciais e edifícios, fizemos tudo em metro (que nao é subterrâneo), e fomos às ruas mais modernas para entrar nos bares, restaurantes e lojas. Comemos muito bem, bastante kebab (carnes de todos os tipos), tomamos os famosos chás turcos (recomendo muito o de maça) e Riki (espécie de aguardente con anil, nao curti muito), mandamos ver com os narguiles (fumos sem toxinas e con aromas diversos) e, claro, fomos aos bazares e lojas para pechinchar.

Os turcos tem a tradiçao de negociar absolutamente tudo nas lojas, muitas delas com produtos sem preços, onde a variaçao é violentamente grande, no final você tem que jogar o jogo e nunca vai saber se pagou o preço justo ou nao (isso irrita às vezes), mas é algo que se tem que fazer. Bom, inesquecível o passeio de barco pelo Bósforo, com direito a por o pé na Ásia (minha primeira vez neste continente). Para completar esta incrível viagem, nada melhor do que ir ao famoso Banho Turco, uma espécie de sauna coletiva, onde você passa alguns minutos suando, depois te dao um banho (bem dado), recebe uma massagem com espumas aromáticas e em seguida de outro banho. Você acaba saindo novo em folha (altamente recomendável fazer). Fomos no mesmo local onde os sultoes recebiam seus banhos. Palacios, Haréns, Bazares e Pontes completaram a viagem regada de muita, mas muita história e tradiçao. Uma viagem para sempre.

Nenhum comentário:

Postar um comentário