segunda-feira, 2 de janeiro de 2012

Buenos Aires - Argentina












2012.01.02 - Buenos Aires - Argentina
Depois de um aguardado tempo, pude finalmente experimentar a incrível atmosfera de nossos vizinhos argentinos, e com grande estilo, explorando os deliciosos cantos de Buenos Aires.

A capital argentina é realmente uma cidade diferente dentro da América do Sul, de longe é a que mais se aproxima de cidades européias, no que diz respeito à arquitetura e proposta urbana da cidade, mas ao mesmo tempo mostra todo o caos e herança pobre típica das cidades sulamericanas.


Obelisco (9 de Julio)
Uma coisa é certa, o povo argentino se demonstra sempre muito nacionalista e preocupado com as questões culturais e educacionais, o que já lhes confere um grande diferencial no que diz respeito ao posicionamento político, base literária e respeito à herança cultural, pelo menos até onde pude perceber.

De bate-pronto acho que acertamos na estadia, decidimos por um hotel mais barato, mas muito bem localizado no centro de Buenos Aires, ficamos no Hotel Mundial (nada luxuoso) em plena Avenida de Mayo.





Congreso Nacional
Foi perfeito pela posição estratégica do hotel, próximo de tudo de verdade. De primeira noite fomos de Café Tortoni, um verdadeiro clássico turístico, mas imperdível da mesma forma, é um café de mais de 150 anos regado de muita história e visitado por inúmeras celebridades argentinas e internacionais, um lugar belíssimo em seu interior e com excelente comida (atenção apenas à conta, às vezes podem errar para mais, confira!), ali no Tortoni também se pode conferir espetáculos de Tango e na sequência emendar o jantar.




Casa Rosada
No dia seguinte, começamos então a explorar a capital argentina pela histórica Avenida de Mayo mesmo, ela é uma avenida que liga a Congresso Nacional à Casa Rosada, em um caminho que se pode fazer agradavelmente caminhando e que traz incontáveis bares, restaurante, belos edifícios e lojinhas no meio do caminho. Foi o que fizemos, partindo da Assembléia Legislativa, um belo lugar com uma larga praça decorada com estátuas e fontes que chegam a lembrar praças italianas. Ali já um primeiro sinal da realidade argentina, onde dividindo com a bela paisagem local estavam diversos moradores de rua com suas "casinhas" já bem instaladas, infelizmente para mim isto não chocou tanto (gostaria que tivesse).

Puerto Madero
Bom, seguindo a Avenida de Mayo, agora em direçao à Casa Rosada, cruzamos com a clássica Avenida 9 de julho, pois é lá também tem uma, mas ela é uma das artérias principais da cidade, com o belo Obelisco marcando presença além de uma infinidades de atrações, restaurantes, teatros, shows e carros businando. Aproveitamos para passar no Teatro Colón e conferir a grandiosidade de um dos melhores teatros da América do Sul, infelizmente não havia nenhum espetáculo em cartaz, mas já deu para ter uma idéia do quanto ele é importante para Buenos Aires.

Voltando para a Avenida de Mayo, seguimos até a Plaza de Mayo, rodeada principalmente pela Catedral de Buenos Aires, Cabildo e Casa Rosada. Na residência da presidente Cristina Kirchner estavam expostas uma série de fotos sobre sua trajetória e de Nestor Kirchner no comando da nação argentina, muito legal e movimentado por turistas.


Argentina e futebol :-)
Dali decidimos seguir caminhando mesmo até o bairro de Puerto Madero, muito legal, com principal ponto um belo centro gastronômico beira cais, com alguns museus navais à disposição e um clima muito tranquilo para caminhar. Comer bem ali é mandatório, tanto foi assim que emendamos nossa primeira parillada portenha e valeu demais a pena (um Malbec também é mandatório para acompanhar). Dois outros belos bairros que valem a pena ver são o da Recoleta, com seu clima boêmio cheio de bares, restaurantes, shoppings e agito e o de Palermo, que possui várias facetas, desde locais lindos para caminhar e relaxar como os parques, El Rosendal e Jardim Japonês, como também picos agitados com restaurantes, bares e baladas. Tudo muito bom e vale ter no repertório de visitas!!


Caminito
Claro, nada mais clássico do que passar o dia no trajeto do Caminito, no clássico bairro de La Boca, muito bom de dia e perigoso de noite. As ruelas e casinhas todas coloridas são mesmo muito graciosas, fica sempre difícil separaro que é autêntico do que é "para exportação", tanto no ambiente quanto nas danças de Tango apresentadas nas ruas e bares, mas é gostoso de se ver e gera um clima agradável e descontraído. Pausa para comprar lembrancinhas e comer vendo os artistas de rua se apresentarem. No mesmo bairro, para quem gosta de futebol vale muito a visita ao estádio do Boca, o La Bombonera, a história do Boca Juniors se confunde completamente com a história do bairro e da larga colônia italiana que se instalou ali, tem tudo a ver desde a maneira orgulhosa de mostrar o amor entre clube e comunidade, até o clássico modo passional de governar um time e um bairro (que chegou até a declarar independência da Argentina, ficando neste status por um dia!!). Muito legal!!!


Performance en Vivo en El Viejo Almacén
Agora, forte marca na cultura musical e comportamental de Buenos Aires tem o bairro de San Telmo, falou em Tango é ali mesmo, o bairro é uma delícia, cheio de ótimo lugares para comer, lojinhas de artesanatos, pequenos curtiços que viraram galerias e lojinhas, praças com apresentações ao ar livre e muitas e muitas casas de Tango. Ahhh, o Tango, esta dança trágica e melancólica argentina sempre executada com exímia classe e beleza, é lindo ver os artistas performando a dança, imperdível de verdade.




Parque em Palermo
Os preços variam muito, mas se quiser ver shows em casas tradicionais vai ter que por a mão no bolso, foi o que fizemos e não me arrependi pois sei que vi profisionais ali, além de bandas incrivelmente afinadas e autênticas.

Foram dias muito legais e, o que é um ótimo sinal, deixam saudade e vontade de voltar para conhecer mais e mais.




La Bombonera
Buenos Aires não é mais aquele passeio super barato que foi no passado, as coisas mudaram bastante e ficaram muito mais caras, inclusive o transporte de taxi e comprinhas na Calle Florida e demais, mas apesar disso foi ótimo e ficaram muitos passeios pendentes, o que ajuda ainda mais a ser tendencioso quanto ao retorno. Dale hermanos!!! 

Música Sugerida: Por una Cabeza (Carlos Gardel)
Comida Sugerida: Parillada (Bife de Chorizo) e Vinhos (Malbec)

Um comentário:

  1. Uma ótima viagem. Lugar bom para voltar e aproveitar outros passeios também! O post ficou ótimo!

    ResponderExcluir